sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Poesia de Franisco Otaviano





Quem passou pela vida em brancas nuvens
E em plácido repouso adormedeu
Quem não sentiu o frio da desgraça
Quem passou pela vida e não sofreu
Foi espectro de homem
Não foi homem
Só passu pela vida
Não viveu!...