sexta-feira, 18 de abril de 2014

SILÊNCIO


Em mim há apenas silêncio
Silêncio da tristeza
Silêncio das lágrimas no rosto
Silêncio de noites insones
De músicas que entristecem
Da noite sem luar
Silêncio de alma sofrida
Da pouca vontade de falar
Silêncio de um corpo cansado
De uma vida sem razão
De tempos sem emoção
Silêncio de existir
Silêncio.