quarta-feira, 6 de agosto de 2014

ANOITECER

ANOITECER

Quando a noite cai
Surge o sentimento solidão
Quando a noite desce
Minha alma não adormece
Preciso de um rumo, uma direção
A quem recorrer
Quem vai a mim socorrer?
Pelos caminhos escuros
Meus olhos não distinguem espaços
Sigo sem conhecimento de  meus passos.
Vou sem norte,
Procuro a morte.
O descanso...

O silêncio...