sexta-feira, 25 de julho de 2014

ÁRVORE SECA


Arvore seca

Caminhava sem destino. Parei em baixo de uma árvore seca...sem folhas, sem nada.
Olhei para ela e falei...um dia você foi viçosa, com folhas, E quem sabe, belas flores.
Gotas caíam da árvore como se fossem lágimas..... então falei...por que choras?
A árvore nada falou. Seus galhos secos balançavam suavemente com a brisa que soprava, agradável...
Ao tentar abraçar a árvore, foi que percebi...pequenos brotos surgiam nos galhos que pareciam secos.
Então entendi, as lágrimas não eram da árvore que renascia após seu desfolhar....as lágrimas eram minhas   que não conseguia segurar.
                                                              naja