sexta-feira, 25 de julho de 2014



SONHOS E PESADELOS

Já não sonho mais com você
Já não  tenho como te ver
Sonhos viraram pesadelos
Nem sei mais o que fazer

Não tenho medo da morte
Às vezes até a procuro
Nos meus pedidos à noite
Penso  nisso com afoite

Da vida nada espero
Desde que você partiu
Só penso em te reencontrar

Numa vida tumultuada
Tão cheia de problemas
Só nos resta descansar.


                                    NAJA