sábado, 5 de junho de 2010

INVERNO DA MINHA VIDA


Na Primavera da minha vida
Vivia sorrindo no meio das flores
Cantava, sonhava com os belos dias
Que viveria em tua companhia.

No outono, já cansada da lida
Sem perspectiva na vida
Vivia feito sombra, apagada
Feito as folhas amareladas
Despedaçadas pelo chão.

Ah!! Inverno tão desalmado
Chegou antes do tempo certo
Pegou-me com dores e mágoas
Sem forças, sem direção...

Meu rosto cansado, molhado de lágrimas
Olhos sem brilho, alma desvalida
Vai vivendo neste torpor
Sem esperança de te ver, meu amor.

Naja